tv face

Secretário de Obras do Município Sr.João Carlos da Silva Alves é Convocado pelos Vereadores a Prestar Esclarecimentos em Sessão Ordinária do dia 19/03/2018.

Data Publicação: 12/04/2018 Publicado por: Acessoria 2

Secretário de Obras do Município  Sr.João Carlos da Silva Alves  é Convocado pelos Vereadores a Prestar Esclarecimentos em Sessão Ordinária do dia 19/03/2018.

O Vereador Edson Tadeu Cezimbra disse ao Secretário João Carlos da Silva Alves que fez o chamado da presença do mesmo no Legislativo para trazer tudo aquilo que está fazendo na Secretaria de obras. Pediu para que o Secretário João Carlos da Silva Alves falasse do trabalho que está realizando na Secretaria de Obras, obras que estão sendo feitas, previsão de investimentos em lombadas, recuperação de estradas, pavimentação e melhorias nas ruas o que foi feito e o que falta, sobre a iluminação pública, na questão das bocas de lobo e também as rampas de acesso nas calçadas que muitas estão altas: O Secretário João Carlos da Silva Alves agradeceu o convite do Vereador Edson Tadeu Cezimbra e disse ter sido uma satisfação voltar ao Legislativo, falou ser bem provável que ainda no decorrer da legislatura volte ao Legislativo com os colegas vereadores. Começou o seu esclarecimento falando da iluminação pública, disse ser bastante complexa, hoje está 100% ligada, amanhã está 95%, quando liga estão 100% novamente, o tempo fica feio e cai um raio, a iluminação cai para 85% de toda iluminação funcionando, quando ela não queima um reator, queima um relé, quando não queima um relé, queima a própria lâmpada. O que acontece muitas vezes, a compra do material das lâmpadas, relés e reatores são feitos por meio de licitação, fazem o pedido das lâmpadas e muitas vezes não vem tudo o que pedem, refazem o pedido, sempre tem estoque, mas quando dá raios e relâmpagos às vezes queima muitas lâmpadas, também pode acontecer de ficar muitas lâmpadas ligadas, ninguém os comunica ou ninguém da prefeitura passou naquele determinado ponto, e lá fica trinta dias ligada, pode acontecer também de falarem que a prefeitura tem que pagar por essas lâmpadas ligadas, mas quem paga é a RGE, no entanto se ficar trinta dias uma lâmpada desligada, a prefeitura que paga a conta e a RGE recebe, devido a contagem de quantas lâmpadas e qual a voltagem, assim é feito o cálculo que a RGE cobra. Disse que nem sempre conseguem atender no ato, mas sempre dentro do possível. Em relação as bocas de lobo disse que vai ser um problema de agora em diante, já está sendo, a rede pluvial não tem um padrão, Empresas que estão vindo trocar os postes de luz não respeitam, chegam e não comunicam ninguém, resolvem colocar um poste, furam onde querem furar, e sempre em cima das galerias, não comunicam ninguém e vão embora, disse que já estão fazendo uma comunicação com a RGE para os mesmos tomarem uma providência. O maior problema hoje das bocas de lobo estarem trancadas e muitas delas não recolhem a água, é porque alguém fez uma construção, largou areia e brita na frente da casa, resolveu quatro dias depois ir lá fazer um tapum, antes disso choveu e foi para a boca de lobo foi indo e quando viu entupiu, tem que cortar asfalto, arrebentar todo o asfalto para substrução da boca de lobo, deu exemplo em frente ao Posto Colombo, trabalharam umas vinte vezes, foram com o caminhão de bombeiros, limparam e a água foi embora, resolveram abrir em quarenta e cinco tubos que trocaram, tinha no mínimo os primeiros oito tubos que eram de 20 mm, bem pequenos e todos socados de pó de brita, vinha de cima do próprio calçamento e lavando a rua, entrando dentro da boca de lobo, se faz tapa buraco hoje ele dura, mas não para sempre, vai sujeira do tapa buraco para as bocas de lobo, tranca as bocas de lobo, é um problema sério, administração já está trabalhando em cima para tentar fazer um desvio no centro, será feito um projeto para ver se terá uma aprovação e se terá dinheiro para ser feito, Departamento de planejamento já está fazendo esse planejamento das bocas de lobo, sempre quando chove os funcionários ficam no galpão e logo em seguida é feita uma varredura em todas as bocas de lobo, sai dois caminhões, os funcionários vão lá e ajuntam o que podem, nem sempre ajuntam toda aquela sujeira que ficou em cima daquela boca de lobo. Sobre as rampas que tem algumas que não são padrão, ultimamente foram construídas rampas tanto no centro como nos bairros em cima de projetos, projetos da Caixa Econômica Federal, elaborados e tendo que ser feito conforme está no projeto, Rua Paulo Dalloglio, Rua João Tesser e Santa Lúcia foram feitas rampas, estão sendo feitas rampas de acesso para cadeirantes nas demais ruas onde tem calçamento, até em lugar que tem a rampa de acesso mas não tem nem passeio público, pois ali foi feito uma obra de asfaltamento ou calçamento e no projeto estava aquela rampa, então precisa ser executado daquela forma, não é a secretaria de obras que estão fazendo essas rampas, e sim as empresas que ganharam a licitação para fazer essas obras. Sobre as lombadas, tem o Departamento de trânsito, decidiram o planejamento e será feito um cronograma de lombadas nos pontos mais críticos da cidade, tentarão na Secretaria de Obras executar até para se tornar mais barato, a lombada pode não representar muito valor, mas qualquer lombada a ser feita, custa quatro ou cinco mil reais, mais a mão de obra de uma empresa para fazer, quando ver o valor estará lá em cima. As lombadas serão feitas dessa forma, planejada junto entre vereadores e Executivo para ver os pontos mais críticos, o tipo e o tamanho de lombadas, juntamente com o Conselho de Trânsito que fará a parte burocrática e determinará como será. Sobre as estradas do interior, disse que começou na Secretaria de Obras no dia primeiro de março de dois mil e dezessete, disse que quer dar a volta no interior do município ainda no mês de março, falou ter lugares que já foram até quatro vezes, mas teve lugar que passaram uma vez, infelizmente um ou outro lugar quando entrou na Secretaria de Obras a estrada estava boa quando passaram com o maquinário e não mexeram. Deram prioridade no começo do ano ao transporte escolar, fizeram melhorias em alguns determinados pontos, alguns começaram e não terminaram.

O Vereador Paulo José Collett  da Bancada do Partido Progressista (PP),pediu para que o Secretário João Carlos da Silva Alves que explicasse ou desse alguma informação em relação a algumas pontes que recebeu algumas reivindicações, se foi feita alguma ponte nova nesse ano de extrema necessidade ou pontes que estavam danificadas com algum risco para passar. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que fizeram substrução numa ponte por tubulação ou galeria no Mendes alto que estava muito perigosa, uma tubulação de dois metros de diâmetro, substituíram uma ponte no Mendes baixo, onde houve uma reivindicação da população que muitas vezes estavam no pavilhão, no Frigorífico Bortoluzzi trabalhando, chovia a noite e ficavam, fizeram a ponte, fizeram ponte na Águas do Angico próximo a residência dos Balbinot no Rio Caturetê uma ponte de dez metros de largura, fizeram em parceria com Coqueiros do Sul trocaram todas vigas e todas as planchas e fizeram tudo novo, fizeram uma ponte também em parceria com Coqueiros e o Pontão, entraram com a viga, Coqueiros entrou com as planchas e o Pontão entrou com a mão de obra, a ponte do Pesque e Pague, desmancharam toda ela e fizeram toda ela de novo, colocaram mais uns trilhos na ponte nos Baios baixo divisa com Mendes baixo pequena reforma na ponte, trocaram todas as planchas na ponte na Cohanol.

O Vereador Wilmar José Azeredo da Bancada do PDT,Iniciou perguntando quanto o pontilhão no Mendes, estavam buscando que fosse refeita ou reformada a ponte, pois estava chegando o momento de fazer a colheita e a automotriz não poderia passar devido a ponte estreita, pediu se a ponte havia sido feita. O Secretário João Carlos da SilvaAlves respondeu dizendo que foi realizada no sábado já. O Vereador Wilmar José Azeredo perguntou referente as lombadas, disse que o Secretário falou de que o Conselho de trânsito de fato ele é supremo, entende e diz aonde pode e aonde não pode. O Vereador Wilmar José Azeredo disse ter as emendas impositivas, falou que o mesmo disse que os Vereadores ajudaram a decidir, e que tem as emendas impositivas do Vereador Erni Maciel, onde já foi designado valores para que seja feito seis lombadas, na Avenida Sete de Setembro, Armínio da Silva e Amos Filipe, essas já estão definidas onde que a emenda impositiva está pedindo que seja feita essas lombadas. Falou sobre o assunto referente ao projeto de Reengenharia que foi feito no município, um estudo referente ao trânsito do município. Pediu ao Secretário se ele tens acompanhado este projeto. O Secretário João Carlos da Silva Alves começou respondendo em relação as emendas impositivas, disse que só o Vereador Erni Maciel indicou as emendas impositivas para lombadas, e que o Conselho de trânsito se reunirá é definirá o local e cabe a Secretaria de Obras executar, mas deu certeza que as primeiras lombadas feitas, serão as da indicação do Vereador Erni Maciel. O Vereador Wilmar José Azeredo pediu ao Secretário João Carlos da Silva Alves referente ao transporte escolar, segundo moradores da Coahnol, Tarumã que o ônibus atolou na subida, não foi colocado cascalho ainda naquela parte, pediu ao mesmo se vai ser colocado. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que isso deve ter sido na Tarumã, falou que tinha conseguido um cascalho em off, porque depois não deu cascalho, levou o maquinário todo para lá, fizeram uma soldagem, e não conseguiram o cascalho para colocar na Tarumã, já haviam limpado com o patrolamento, com trator sobre esteira, deu errado o plano, partiram para o plano B que seria tentar junto a promotoria para pegarem na reserva hidroflorestal onde tem uma cascalheira, um ponto dela foi feita um ajuste de conduta com o Ministério Público, mas no outro ponto onde queriam retirar o material, foi feito todo o planejamento e até hoje não foi dado ok, levaram esses dias algum cascalho para a Tarumã nos lugares mais críticos, pediram para a Secretaria de educação para que os motoristas comuniquem quais são os pontos mais críticos que resolveram de imediato. O Vereador Wilmar José Azeredo pediu também quanto a iluminação pública, porque a capacidade das lâmpadas de clarear aparenta estar escura a cidade, questionou se seria a qualidade, voltagem ou a capacidade das lâmpadas. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse ter lâmpadas de quatrocentos, duzentos e cinquenta, cento e cinquenta e setenta, a cidade hoje não tem um padrão a não ser as avenidas. Disse que um pouco é a capacidade dela a voltagem, e outra é a má qualidade também, pois é comprada em licitação e sabe-se que não podem colocar qual é a marca da lâmpada. O Vereador Wilmar José Azeredo disse que de dois mil e um para cá o projeto é velho da iluminação e parece que quando foi substituído foi colocado umas lâmpadas com uma capacidade menor do que as lâmpadas que estavam inicialmente, as que estavam queimaram, ao invés de reporem da mesma qualidade ou seja mesma voltagem, colocaram lâmpadas inferiores e consequentemente vão iluminar menos. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que no ano de dois mil e seis aconteceu de colocarem umas lâmpadas de menos voltagem e até o presente momento essas lâmpadas de menos voltagem ainda não queimaram, disse que não vão lá e sacar as lâmpadas que estão funcionando para trocarem agora de momento, falou ter um projeto em andamento onde serão trocadas as lâmpadas, precisamente pelas Avenidas onde serão colocadas lâmpadas de LED, sendo mais econômica e mais voltagem para uma iluminação melhor. O Vereador Wilmar José Azeredo disse que a Bancada do PDT fez muitas indicações, muitos pedidos e a maioria não são atendidos, pediu o porque de muitos não serem atendidos. O Secretário João Carlos da Silva Alves falou que não sabe quantas indicações a Bancada do PDT fez no ano de dois mil e dezessete, mas até o momento no ano de dois mil e dezoito já está em trinta e uma. O Vereador Wilmar José Azeredo falou que foi em torno de cento e quarenta e duas indicações no ano de dois mil e dezessete. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que não consegue atender todas as indicações no ato, muitas delas são atendidas mas não naquele momento em as fazem. O Vereador Wilmar José Azeredo falou que a Bancada do PDT fez indicação para arrumarem todas as estradas no interior, todas as linhas e agradeceu por terem atendido o pedido da Bancada do PDT.

A Vereadora Norma Schu Ewerling da Bancada do PP,primeiramente agradeceu ao Secretário João Carlos da Silva Alves, pois precisavam de uma lâmpada do lado do Salão para um evento que foi realizado e foram atendidos. Pediu para o Secretário, qual seria o planejamento para as estradas do Beira Campo e se tem previsão para algum abrigo escolar na comunidade. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que estão acabando o lado esquerdo sentido Sarandi/Carazinho, estavam terminando a Linha Cascata e posteriormente vai ser feita a estrada do Rio Bonito e o travessão dos pinheirinhos, descem para a Ponte Nova e sobem Ati-a-çu a dentro, disse que esse é o cronograma das obras, fizeram esses dias a principal da Ati-a-çu e do Rio Bonito, foi nos primeiros dias de aula, e quando terminaram de fazer aquela via do Rio Bonito deu 120 mm de chuva aonde a estrada ficou pior do que estava, na terça-feira quando apareceu o sol foram limpar o barro que até os professores que lecionam no Pontão elogiaram, Com 120 mm de chuva não há estradas que resistam, voltaram lá para fazer novamente o trabalho. Falou que o abrigo escolar está pronto, e que já era para terem colocado quando começaram fazer a tubulação do calçamento, mas que será colocado em alguns dias em frente ao Posto de saúde.

O Vereador Rudimar Signor da Bancada do PDT,pediu se a Secretaria de obras tem algum plano para restauração e manutenção das estradas. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que em alguns pontos fizeram melhorias que não haverá necessidade de voltar neste ano, citou o exemplo do Mendes alto, já nos Baios baixo tiveram que fazer o patrolamento, disse que o maior pedido dos agricultores é o alargamento das estradas, disse que estão enfrentando bastante dificuldade, porque em determinados pontos os agricultores infelizmente vão plantando as estaquinhas pra dar o pasto para o gado por dentro da estrada e se forem ver, tem lugares que plantaram soja até por dentro das estradas, determinados que foram patrolar que tiveram que tirar os pezinhos de soja para poder passar com as máquinas. Disse que estão tentando melhorar para não precisar voltar logo e de imediato. O Vereador Rudimar Signor disse que falou de reestruturação porque hoje tem muita reforma no interior no sentido lavoura e sabe-se que tem os boeiros que estão praticamente desde a emancipação. Falou da iluminação pública, e disse que estão pedindo bastante a respeito do caminhão que está bem precário, e pediu o que Secretaria de obras está pensando em relação a isso. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que já tinham até feito a licitação para comprar uma Munck dois mil e quinze e infelizmente foi um ano que deu um déficit muito grande na iluminação pública e parou, disse que agora se não licitou, já está em licitação onde comprarão um Munck para colocar no caminhão e melhorar a condição de trabalho dos funcionários da iluminação pública. O Vereador Rudimar Signor pediu se tem um plano em relação a entradas em propriedades, lavouras. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que seria algo na área da agricultura, mas quando podem não deixam de passar uma patrola para fazer uma entrada do agricultor, agora estão recebendo mais duas retroescavadeira, emendas parlamentares de alguns dos vereadores, estão para receber mais emenda do Deputado Marcon que vai trabalhar exclusivamente no interior, na cidade vão trabalhar com uma máquina só, esse ano melhorou bastante, disse que antes o maquinário era muito grande dentro da cidade, conseguiram direcionar mais para o interior, coisas que não conseguiram fazer, conseguirão de agora em diante. O Vereador Rudimar Signor pediu da questão do britador, se tem algum plano de colocar em funcionamento ou aquisição para padronizar o cascalho, sabendo do jeito que está sendo feito praticamente, há uma perda mais ou menos de 5% de pedras grossas. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que dependendo perde até mais, e que o britador já era pra ser arrumado, mas vão por para funcionar. O Vereador Rudimar Signor pediu sobre a questão das ruas no Distrito do Barreirinho e melhorias. O Secretário João Carlos da Silva Alves falou que a rua do Barreirinho Avenida Brasil já foi licitada, pegaram um chefe que faz a parte de tubulação e foi até Avenida Brasil ver sobre a canalização que será feito antes de fazer asfaltamento, já tem o projeto e só estão aguardando uma resposta para fazerem já a canalização que será gasto em torno de trezentos tubos colocados até o destino final no Barreirinho.

O Vereador Claudinor Lorini iniciou parabenizando pelo asfaltamento urbano. Pediu se ainda haverá asfaltamento, pois há muitas ruas a serem feitas ainda, pediu se tem mais algum planejamento para mais ruas serem asfaltadas, seja com essa mesma fonte de recurso ou outras. Pediu também sobre asfaltamento na Avenida Sete de Setembro, o Deputado Pepe Vargas mandará recurso para asfaltamento, disse que tem preocupação com a Ponte, pediu se tem algum projeto para a mesma. Pediu também sobre a iluminação pública, disse que foi reajustado as tarifas e aprovado pelo Legislativo e talvez tenham que ter mais alguns meses de melhorias, por licitação de lâmpadas ou algo dessa natureza, mas se há um superávit entre arrecadação e um gasto, em quatro ou cinco meses tem que ter uma excelência, se não for com qualidade, ao menos haja em todos os locais, disse ser um compromisso do Executivo. Falou que no seu ponto de vista, o Secretário está em uma tarefa de apagar incêndio, disse que nunca tiveram uma estrada estruturada, e que precisa urgentemente de um programa de estruturação, precisa que o Executivo seja neste momento conduzido pelo Prefeito Leonir Cardozo e pelo Vice Prefeito Glauber Kunzler, falou que estão com as pontes do interior feitas a cinquenta anos atrás, na época as colheitadeiras tinham três metros, hoje elas tem seis, disse que não elencou a irresponsabilidade do Secretário, disse que é um comentário para o Executivo como um todo. O Secretário João Carlos da Silva Alves começou respondendo sobre o asfaltamento, disse que já foram feita diversas ruas, o Padisul de dois milhões que começou lá em meados de dois mil e quinze, em uma viagem da Feira da uva, onde estiveram presentes o Vice-Prefeito Glauber Kunzler, o Márcio Caça e o próprio João Carlos da Silva Alves, ali começou o financiamento do Padisul para esse asfaltamento estar começando agora, o primeiro momento era pra ser cinquenta quadras beneficiadas, cinco mil metros lineares, o Padisul não aceitou a espessura, era para ser de dois e quatro ou de dois e três, aceitou de três e cinco, então mudou-se e veio para trinta e sete quadras, disse que houve questionamentos o porque de terem começado pela rua da Rodoviária, falou que ali já estava pronta para ser simplesmente lavada, selada e receber a colocação do asfalto, mesma coisa na frente da Escola Machado, já estava pronta, também foi feita a Zancanella com uma parceria, o município entrou com 40% e cada morador entrou com 30%, a Rua Pietro Cescon, uma das ruas que está mais danificada precisa ser feita tubulação, bem provável que nesta tubulação da Pietro Cescon vai ter que ter rompimento de rochas, vai demorar um pouco mais, a rua ao lado da prefeitura no antigo correio, mesma coisa para subir do Fórum até a AABB, vão ter que fazer tubulação e vai haver rompimento de rocha, vai ser toda ela asfaltada. Falou que ficou algumas ruas, que quando fizeram as cinquenta quadras na legislatura passada, elencaram algumas ruas e na hora de tirarem as treze ruas ficou fora a rua da Rodoviária em frente ao Merlin, disse que já saiu a licitação ou está sendo feita a licitação para o município entrar com um recurso próprio, então ficou fora agora e tem que ser feita aquela rua e a outra que vem até a Cotrisal na Sete de Setembro, emenda do Pepe Vargas, estão aguardando o depósito na caixa, a licitação e fazer o asfaltamento, a ponte já tem oito tubos de dois metros de diâmetro, serão dezesseis tubos, e farão um trabalho diferenciado. Falou das melhoras na iluminação, da sobra do dinheiro, e que o município está fazendo a licitação das lâmpadas de Led, vai ter um custo maior, vai ser investido esse dinheiro dessa pequena sobra que está tendo, não grande mas está sobrando alguma coisa do valor da iluminação pública, que anteriormente estava em déficit e agora está tendo esse superávit, mas vai ser investido somente em iluminação pública na compra dessas lâmpadas de Led.

A Vereadora Denise Gelain disse que quando o Secretário começou a falar da iluminação pública lembrou que no ano de dois mil e quinze como líder da Bancada do PP, o mesmo chamou todos os vereadores na sala de reuniões, e pediu um voto de confiança para a aprovação do projeto e deu a palavra em nome do Executivo, que se os vereadores alterassem a Lei que visava no artigo primeiro acrescentar material permanente e equipamentos para prestação de serviços dentro da iluminação pública, iriam à partir daí com esse dinheiro que existia nesse fundo que sobrou da iluminação pública muito tempo adquirir um caminhão Munck, onde o mesmo havia contado uma vez que teria que vir uma pessoa de fora, e
às vezes isso não era possível e atrasava a troca das lâmpadas, isso em dois mil e quinze, não aconteceu, o mesmo trouxe novamente que provavelmente estaria acontecendo a licitação deste caminhão, questionou o mesmo que ele havia pedido, deram o voto de confiança, passaram-se três anos e ainda não aconteceu e existia o dinheiro, disse que esperavam que fosse investido nisso, porque as ruas desde aquela época que havia necessidades continuam escuras, como colocaram essa voltagem da lâmpada inferior, sabe-se que ruas escuras aumentam periculosidade, risco de violência, furtos, assaltos, enfim. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que na época em dois mil e quinze, haviam falado para a Contadora em torno de cento e setenta mil reais no caixa da iluminação pública até ali sempre sobrou, começou aumentar o valor da iluminação e o valor continuou o mesmo, a arrecadação do município continuou o mesmo e aí começaram a pagar mais até que no ano de dois mil e dezesseis o município teve que pagar em torno de quatrocentos mil reais com tudo o que arrecadou, teve que pagar ainda mais quatrocentos mil reais de déficit que não cobriu, e esse dinheiro que na época acordaram para comprar o caminhão, já haviam feito todos os tramite, até deixar pronto para licitação, chegou na hora a contadora disse que a coisa tinha começado a ficar feia, começou a diminuir os valores de arrecadação, a iluminação pública começou a subir, se foi todo o dinheiro e nada puderam fazer, disse que não passou por mentiroso, falou que pediu um voto de confiança e ganhou, mas ao mesmo tempo disse que não podem chegar no Executivo e querer comprar algo que não tem condições. A Vereadora Denise Gelain disse que para o Secretário falar isso e colocar a palavra, no Executivo teve este aval, pediu como que as coisas mudam tanto de uma semana para outra, pois à partir do momento que mandam um projeto em que ele não foi demorado para ser votado e aprovado, e o Secretário havia pedido e os vereadores atenderam pois era em prol da população, disse que é necessário esse caminhão no município. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que agora sai, e que no final do ano houve os reajustes, a não ser que amanhã o governo resolva aumentar a iluminação pública que nem vem aumentando a gasolina. A Vereadora Denise Gelain disse que sempre vai ter um motivo, tem que elencar prioridade. Falou ainda em prioridade e pediu ao Secretário como as elencam, linha de ação por exemplo interior, construção e recuperação de bocas de lobos, disse que o mesmo trouxe necessidades nos quatro cantos do município, como é organizado as prioridades. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse por exemplo que o Pedro falou que tem que colocar um tubo na Linha Mendes, devido a estrada que o mesmo quer passar com a colheitadeira e lá tem um pontilhão de quatro metros de tubos e a colheitadeira é de seis metros, vão lá olhar e na verdade é de seis metros, não tem necessidade de fazer. No Ati-a-çu outro cara veio e disse que o dele é, vão lá e provam, fazem o dele, disse que fazem conforme necessidade e solicitação da população. A Vereadora Denise Gelain disse que nem toda a necessidade do povo é atendida, e algumas são feitas e outras não, pediu para que pensem em um planejamento para que organizem com uma necessidade maior. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que essa pergunta ele havia respondido antes quando o mesmo começou as estradas no interior pela Águas do Angico, era o pior trajeto e foi o primeiro serviço que começaram a fazer e ainda não terminaram tudo, pois Águas do Angico é grande. A Vereadora Denise Gelain pediu para passar por todas as estradas do interior e elencar as prioridades, e que organizassem um plano de trabalho para o ano, para ter uma logística que é muito importante para gestão de trabalho. O Secretário João Carlos da Silva Alves falou que nem agora estão trabalhando nessa região no segmento, não estão pulando, disse que um dia estão no Estancado, amanhã na Linha Cescon e depois de amanhã está na Ati-a-çu, estão fazendo um cronograma e tentando levar fazendo para não ficar aquele deslocamento pra cima e pra baixo, outra coisa que estão fazendo, é começando cedo e parando tarde, mas o serviço está rendendo. A Vereadora Denise Gelain falou com relação as indicações feitas se as mesmas chegam. Pediu se o Secretário daria a oportunidade de alguma Assessora imprimir novamente as indicações feitas e o mesmo dar um ok do que já foi realizado, pois o mesmo disse que muitas vezes o vereador não fica sabendo o que foi feito. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que as indicações chegam e que não tem problema nenhum em receber novamente as indicações, que podem encaminhá-las. A Vereadora Denise Gelain falou que ficou um pouco assustada quando o Secretário falou de reserva hidroflorestal, porque tirar algo de lá é complicado, pois tem mais hidro do que florestal no município, sabe-se que o processo na justiça, disse que há um entendimento que foram avançando na estrada pública e foram avançando também na reserva do município. O Secretário João Carlos da Silva Alves falou que a Vereadora deve ter ido lá e visto um paredão de pedra que tinha lá, disse que o que queriam era simplesmente o paredão. A Vereadora Denise Gelain falou em questão de abrigos, disse que gostaria que pudessem verificar principalmente próximo as escolas, falou de um pedido de abrigo em frente a Escola Coutinho, falou que é um pedido dos pais, professores. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que levará o pedido para ver se a Secretaria de educação ajuda no financeiro, para executarem, só não tem o financeiro no orçamento para fazer esse tipo de abrigo. A Vereadora Denise Gelain acredita que uma parceria pode acontecer em benefício da população, não sabem a viabilidade disso, o que sabem é o que chega e inclusive na Escola Coutinho chegou por meio da equipe diretiva da escola. O Secretário João Carlos da Silva Alves falou que a professora Silvana Sassi encaminhou dois pedidos, disse que havendo uma possibilidade de uma parceria com o município fariam, falou que o abrigo que vai ser feito no Beira Campo é uma parceria com o Rembecker e a Cotrisal. A Vereadora Denise Gelain disse que é uma escola estadual, mas a via é pública e os alunos são Sarandienses. Com relação a quebra-molas, disse que tem um projeto, um estudo feito por um Engenheiro, e agora a questão é colocar em prática, porque toda vez que chega alguém e pedem quebra-molas, disse se questionar por que há um projeto pago de trânsito, daqui um pouco a cidade vai virar em quebra-molas, tem que haver uma organização uma gestão nesse sentido, gostaria que pensassem quantos quebra-molas no momento existe e quais ainda há necessidade de serem feitos, quais as principais áreas, previsão de orçamento a para isso e pede retorno. O Secretário João Carlos da Silva Alves fez um comentário que tem uma lei que a distância entre um quebra-molas é de cem metros, definiram um quebra mola na Rua Pietro Cescon e foi em um dia que choveu bastante, um cidadão em frente a sua casa no dia em que terminaram o asfalto pegou a motosserra e cortou um pé de pera e largou no meio da rua, passou uma menina de moto e caiu, meio minuto depois ele tava em baixo de chuva tirando a sujeira da rua e aí foi feito dois quebra-molas, um morador insistiu tanto que fizeram mais um quebra mola, mas faltou a distância legal, disse que não foi perante a sua ordem, só passou depois que fizeram. A Vereadora Denise Gelain disse que tem que sentar Departamento de trânsito, vereadores, Secretário de obras, equipes da administração e pensar como está delineado isso, quais ruas e que previsão há para isso, até para terem acesso nas Bancadas e quando chegar pessoas, terem o mapa e noção. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que da sua parte se compromete de imediato com o Executivo em realizarem uma reunião com o Conselho de trânsito e fazer um convite para o Legislativo e até mesmo pedir o espaço do Legislativo para realização da reunião. A Vereadora Denise Gelain falou de sua última questão, disse que na outra gestão foram chamados para ajudar a pensar nas ruas, falou que teve uma época que estava de licença e não foi, falou que não participa de algo, nem divide ônus e nem o bônus do que aconteceu, porque não contribuiu com isso, disse que na verdade contribuíram pedindo que ao invés da Rua do Plínio Aime ser asfaltada que fosse a rua da Rodoviária que o Secretário citou e não aconteceu naquela época. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que respondeu que asfaltariam a do Lemes. A Vereadora Denise Gelain disse que lembra que falaram isso, que tem moradores de todos os partidos. Falou que não tem ônus e nem bônus porque não participaram e espera que possam com recurso próprio ou com recurso federal até dois mil e vinte, falou que querem assumir a prefeitura sem muitas dívidas, já tem dois anos para pagarem depois de dois mil e vinte do Padisul, que façam nesse período mais asfaltos, não todos como Prefeito Leonir Cardozo disse que poderiam andar de salto alto em todas as ruas da cidade, sabe que não vai ser possível todas, disse que estão a disposição na Câmara de Vereadores para o que for preciso com relação ao que for coletivo para o bem comum.

O Vereador Oclides Barbiero, disse que está preocupado que daqui dez anos, haverá dificuldade das estradas do interior. Pediu para o Secretário quantos funcionários a Secretaria de obras tem hoje, quanto a entrada das estradas de lavoura, não conseguiu terminar toda a parte que tem que terminar agora para a colheita, que tenha tempo bom para que consigam atender o Beira Campo que está faltando, o Ati-a-çu, Linha acampamento todas essas que em dez dias praticamente tem certeza que dá para fazer um patrolamento. Pediu também se tudo o que precisam na iluminação pública foi paga, toda a dívida da RGE que foi assumida pelo governo Leonir Cardozo. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que tem cinquenta e um funcionários, dos cinquenta em um, dois ou três funcionários ficam a disposição para ajudar o corpo de bombeiro, o Ricardo que é o único homem do corpo de bombeiro estava de férias, tem o operador de máquinas Abel que é um dos melhores operadores, e tá tirando as férias do Ricardo, também tem que dar férias pro guarda, tem que arrumar outro pra tirar as férias do guarda. Estão trabalhando com uma média de quarenta e três funcionários. Falou que da RGE não sabia responder porque não conferiu. A respeito do cascalhamento, disse que foi o que o Vereador Oclides Barbiero falou e quando fala-se em Secretaria de obras, disse que está lá porque gosta, mas gosta bem mais do Legislativo. Nem sempre o Vereador consegue satisfazer o público e na secretaria é a mesma coisa, vai lá e faz tudo o que pode, deixa de colocar um tubo de vinte milímetros em algum determinado ponto a pessoa leva até o outro cidadão dizendo que a Secretaria de obras não fez, ou o Secretário de obras foi mal educado. Disse que estava na Linha Cascata, e chegou um senhor conversando e ele falou que precisava de umas duas cargas de cascalho, falou que pediu para o Vereador Edson Tadeu Cezimbra e o Vereador não mandou cascalho, o Secretário disse que não era culpa do Vereador e que o material teria que partir da Secretaria. Falou que as indicações dos vereadores principalmente com a ideia que a Vereadora Denise Gelain teve, será uma boa para ver o que conseguiram fazer e o que conseguirem ir fazendo estarão sempre passando para o Legislativo.

O Vereador Alex Rodrigues pediu na questão da iluminação pública, se a Empresa de Goiás está demorando pra mandar ou está mandando errado, a municipalidade pode intimar a empresa e fazer com que não participe mais, falou que acompanha a transmissão ao vivo da sessão pelo celular e falou que cinco a seis meses que estão sem iluminação pública em alguns lugares na Vicentina, e os problemas não são apenas lá, na Rua Bortolo de Marco perto da Escola Universos já está quatro meses com problemas de iluminação pública. Segundo assunto, disse que existe uma lei no município que trata das estradas de sinais, Linha Jacutinga disse que o Secretário fez um bom trabalho, ainda no Mendes alto, Mendes baixo, Mendes médio onde o Vereador Alex ocupa a estrada quatro vezes ao dia ficou muito boa a estrada dos mendes, mas a entrada que desce pra Jacutinga nesses dias que dá garoa a combi está sendo rebocada, pois faltou cascalho. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que recebeu uma reclamação do Faccenda que esteve no galpão e fez o pedido. O Vereador Alex Rodrigues disse que viram duas vezes a combi ser rebocada, e o problema de cascalho o Vereador Oclides Barbiero elencou a licença ambiental e disse que concorda que é complicado a Legislação ambiental, falou que tiveram muita reclamação de propriedades cascalheiras que a prefeitura não estava pagando por isso que não deixaram tirar cascalho, pediu se o secretário teve essa informação. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que teve a informação, e esse cidadão que reclamou o município acertou. O Vereador Alex Rodrigues disse que na verdade são três, Estancado Alto, Jacutinga e Linha Zibetti. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que tem certeza que na Linha Zibetti não tem cascalheira, que deve ser um outro que reclamou, falou que tem o seu Pimenta da Linha Jacutinga, esteve lá e fizeram uma sindicância e foi pago. O Vereador Alex Rodrigues pediu como está de veículos a Secretaria de obras. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que está razoável. O Vereador Alex Rodrigues disse que uns dias atrás viu o Secretário dirigindo um caminhão, pediu se o mesmo tem autorização da municipalidade para isso. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que tem uma lei que permite, quando não tiver o motorista titular, disse que nessa Lei entende que tem que ser habilitado. O Vereador Alex Rodrigues disse que na campanha prometeram fazer um viaduto, pediu como está o andamento da obra. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que o projeto está andando. Falou que estão trabalhando que não é de um minuto para o outro, mas tem o projeto. O Vereador Alex falou que a estrada Sarandi/Natalino hoje Guerrino Pasqualotto foi patrolada, tá muito boa, mas sabe-se que em quinze dias ela estará do mesmo jeito, é a estrada que mais passa veículos. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que fez Sarandi/Natalino em dezembro e fez Sarandi/Natalino agora, fizeram no mínimo dez viagens na Secretaria de transporte, foram no DAER fizeram proposta, pediram emprestado um trator esteira, caminhão, porque com o maquinário próprio se for disponibilizado para fazer Sarandi/Natalino tem que ficar no mínimo noventa dias pra poder fazer ela, parando os outros trabalhos. Fizeram três modelos de pedidos, dinheiro para licitação por uma empresa terceirizada para fazer, fazer uma parceria ou que eles conseguissem combustível, fizeram esses pedidos e estão tramitando no DAER, e infelizmente ainda nada. A Samaq fez isso em dois mil e oito, em junho de dois mil e oito a Samaq fez o cascalhamento dessa estrada, da mesma forma a estrada do Beira Campo que liga a Cohanol que está da mesma situação só tem um pouquinho mais de pedra.

O Presidente do Legislativo Airton Ortiz  disse que em relação aos pagamentos das contas do Reinaldo Nicola o Prefeito Paulo Kasper passou praticamente o mandato inteiro pagando contas do Prefeito Cardozo, Prefeito Cardozo pagou umas do Ex Prefeito Reinado Nicola e com certeza o próximo Prefeito independente de partido já tem dois milhões de contas do primeiro ano do Prefeito Leonir Cardozo para pagar, é normal um Prefeito pagar dívidas do outro. Disse que o Secretário João Carlos da Silva Alves falou que dificilmente entra numa rede social, pois muitas vezes é ofendido. Na verdade político é ofendido, e na maioria das vezes o político que se refere são os vereadores, o Vereador faz uma indicação nas Secretarias, mas a população não entende que o Vereador não tem o poder de fazer, e sim quem pode fazer é o Prefeito e Secretários. Falou que na Linha Zibetti a Prefeitura não tira cascalho, e deve ser outra linha, falou ainda que convidou o Secretário João Carlos da Silva Alves e foram na Linha Zibetti, disse que foi feito um bom trabalho até um certo ponto, na frente da residência do Cristiano e do Elton que foi onde o Presidente levou o Secretário para o mesmo ver o barro que tinha, continua o mesmo, disse que entende o Secretário que o mesmo falou que teve problemas em outros locais. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que não conseguia passar com o material porque o pessoal estava fazendo a recuperação do asfalto, disse que pra ir com uma carga de cascalho levava meio dia. O Presidente do Legislativo Airton Ortiz disse que a pior parte ficou. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que vão resolver, falou que passou quando foi até a propriedade do Pizzatto ver uma ponte que o mesmo falou que estava com problema, resolveram o problema, passou e entrou por ali e viu que realmente falta aquele pedaço que tem que fazer, e colocar umas tubulações que estão abertas. O Presidente do Legislativo Airton Ortiz falou também da Corsan, que na Avenida Sete de Setembro plantaram duas árvores, disse ser defensor porque quem abriu os buracos foi a Corsan, e os buracos existem no mínimo uns dez anos, a Prefeitura tapa e os buracos abrem novamente. Pediu ao Secretário para que cobrem mais da Corsan, pois a mesma abre e muitas vezes não tapam, e quando tapam o serviço não é bom, logo abrem novamente. Pediu também sobre o Padisul. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que a opção do Padisul, como é um financiamento e haverá também ressarcimento desse financiamento, foi optado por votar nas ruas da cidade, disse que o que fizeram no Bairro Santa Catarina, Vicentinos, Santa Gema, Vila Esperança, Jardim nada pode ser cobrado. Como é um financiamento o Padisul, o Governo optou por colocar nas quadras centrais, como já teve ruas por exemplo da Escola Machado, no passado pagaram a sua contribuição, tem que ter a melhoria. O município colocou o asfaltamento e não pode cobrar um centavo de ninguém, na Pietro Cescon onde é calçamento os moradores vão pagar os 30%. A dívida que supostamente ficará para o próximo governo pagar, é um haver que na verdade não se tornará em dívida. O Presidente do Legislativo Airton Ortiz disse que muitas pessoas dos Bairros e Vilas são a favor de pagar o asfalto. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que tem uma Lei, e uma Lei que ele próprio junto com o Ex Vereador Lenomar Alves de Jesus ajudaram a mudar, onde era cobrado até na Cohab, e retiraram a cobrança que era do Bairro Santa Catarina, a Santa Gema também cobravam e foi isento. Muitas vezes é executado um projeto que entraram com o mesmo a trinta dias atrás e tem um de sessenta dias atrás que ainda não foi executado aquele projeto, falou que vão fazer as ruas do Ipiranga que é um compromisso que assumiram, fizeram no ano passado dez quadras de calçamento, emenda do Dep. Jerônimo e do Dep. Afonso, conseguiu uma emenda do Dep. Jerônimo e colocaram na Santa Lúcia do asfalto pra cima e ficou sem na frente da casa do Ex Vereador Lenomar Alves de Jesus. O Presidente do Legislativo Airton Ortiz disse que é contra cobrar asfalto dos moradores de vilas e bairros, mas muitos se dispõe a pagar. Disse que na frente da casa do Ex Vereador Leno, e outras ruas da Santa Catarina atrás da Escola Milton conseguiram uma emenda do Deputado Federal Ronaldo Nogueira para asfalto, inclusive já foi licitado e será asfaltado todas aquelas ruas. Falou que no Parque Ipiranga tem uma emenda do Deputado Federal Vilson Covatti de quinhentos mil reais e praticamente será feito o calçamento e asfalto em quase todas as ruas, inclusive colocaram uma emenda impositiva de sessenta mil reais para que fosse asfaltada a Santa Romana. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que se anteciparam e colocaram uma tubulação de oitenta e cinco tubos na Santa Terezinha onde só tem chão batido, era tubo de vinte e colocaram tubos de quarenta. O Presidente do Legislativo Airton Ortiz disse que fica triste porque junto com o Prefeito Leonir Cardozo e o Vereador Alex Rodrigues fizeram campanha e afirmaram para as pessoas que o Prefeito Leonir Cardozo faria um Governo voltado para a população carente das vilas e do centro, disse que não vê nessa parte de calçamento e asfaltamento, e as ruas estão abandonadas. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que discorda do Presidente Airton Ortiz, e falou que o mesmo queria que fosse mais rápido. O Presidente do Legislativo Airton Ortiz falou que queria que acontecesse. Falou que passa toda semana um caminhão ou uma retroescavadeira na Vila Esperança, ou estão no Piquete ou estão no Distrito industrial, na Vila esperança dentro da Vila tem uma terra que desceu da Rua que desce para o CTG faz mais de anos que a terra está lá e o caminhão e a Retro passam ali e não param para ajuntar aquela terra. Disse que não é agilidade que quer, e sim que as obras aconteçam. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que vai verificar e ver o que vão fazer. O Presidente do Legislativo Airton Ortiz pediu porque seguidamente veem máquinas mais precisamente retroescavadeira em terrenos ou propriedades particulares fazendo trabalhos. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que tem seus coordenadores, falou que não pode chegar e dizer que cada serviço que fazem tem que avisar onde estão indo, disse que conversará com a pessoa que cuida das máquinas. Falou de uma informação que estão colocando sistema em alguns carros da Secretaria de obras e algumas máquinas serão colocados controle. O Presidente do Legislativo Airton Ortiz falou que a retroescavadeira estava em um Loteamento particular pra cima da Salwipa, fizeram terraplanagem do terreno pra ser colocada uma casa, quando chegou a casa, não puderam colocar, pois fizeram a terraplanagem no terreno errado. O Secretário João Carlos da Silva Alves disse que era para uma família carente, que compraram o terreno em prestação, solicitaram pra ver se havia a possibilidade, foi liberada a máquina e quem levou o carro pra mostrar o terreno foi o Nino Scopel que é o proprietário do Loteamento, fizeram a terraplanagem no terreno errado, tiveram que fazer duas vezes. Disse que consta na Lei que se a pessoa for carente, podem fazer esse serviço. O Presidente do Legislativo Airton Ortiz pediu um parecer do Procurador Jurídico e do IGAM, porque foi aprovado no passado um projeto sem audiência pública e sem consulta popular onde foi tirado uma área institucional que era de um outro loteamento pra fazer uma rua, foi aumentado uns dez terrenos a mais, não foi consultada a população para ver se existia um interesse público, não foi feita consulta popular e nem audiência pública, disse que vão pedir um parecer e se não foi feito entrarão com um pedido de anulação daquele projeto. Falou que semana passada se reuniram-se o Vereador Alex Rodrigues e o Jarba do Bairro vicentinos, onde a rede de esgoto e ele não mora em área invadida, é terreno cedido do município, a rede de esgoto passa na frente da casa dele, e termina ali mesmo, o esgoto desce e passa na frente da casa dele e não vai a lugar nenhum. Como tem problema sério de invasão o Dado não quis assumir a responsabilidade de mandar mexer. O Vereador Oclides Barbiero disse que se forem olhar, falou que pode ir junto e o Adão, onde conversaram lá e disseram que estava passando um tubo, fizeram um posso negro no lado, falaram que na hora que a máquina fez o escavamento para o poço negro, ia quebrar o tubo, disse que o Adão pode dizer se tem tubo quebrado. O Presidente do Legislativo Airton Ortiz disse que o Secretário está convidado quando quiser vir divulgar os seus trabalhos, e pediu uma atenção maior a esses problemas. O Secretário João Carlos da Silva Alves agradeceu o convite.